Um velho debate perpetua nos estados do Norte e Nordeste brasileiro. A polêmica sobre quem é o maior clube da região é sempre um assunto controverso na boca da galera.

Com muitos times de tradição, mas nem tanta representatividade no cenário nacional, os clubes dessas regiões fazem uma disputa à parte, originando uma saudável e divertida rivalidade interna. A proximidade das finais do Nordestão e do jogo decisivo da Copa Verde fazem esse embate ficar ainda mais acirrado.

Entre os torcedores, o momento dos times acaba sendo fator principal e foco da discussão. Os rankings tendem a considerar apenas os últimos anos de competição, o valor vigente da marca e englobam todas as equipes do país, ignorando rivalidades regionais e resultando numa visão distorcida.

A intenção aqui não é essa. Nessa postagem, analiso toda a história dos clubes para encontrar o mais tradicional do N/NE, deixando de lado dados momentâneos e a fase atual das equipes.

Com muitos altos e baixos no decorrer das décadas, os grandes da parte de cima do país viveram períodos distintos em suas trajetórias, hora disputando títulos importantes, hora brigando para não cair em divisões inferiores.

São vários os argumentos e pontos de vista para defender a grandeza do time do coração, por isso resolvi reunir aqui o maior número de parâmetros possíveis para, enfim, criar o Ranking de Clubes do Norte/Nordeste do Brasil.

Além dos títulos e das campanhas de destaque, foram considerados outros critérios explicitados no quadro abaixo:

O resultado final são oito gigantes! Veja abaixo as forças históricas do Norte/Nordeste:

8º Santa Cruz – 11,00 pts.

7º Ceará – 12,75 pts.

6º Paysandu – 13,75 pts.

5º Fortaleza – 14,60 pts.

4º Náutico – 15,50 pts.

3º Vitória – 22,80 pts.

2º Sport – 40,65 pts.

1º Bahia – 51,95 pts.

Veja o quadro de pontuação abaixo:

– clique na imagem para ampliar –

O Gajo

Anúncios